Itens clássicos da cultura americana – March Madness

Itens clássicos da cultura americana – March Madness

American Insight No Comment
Posts

Março chegou e com ele o tradicional March Madness. A tradicional loucura é o ápice do basquete universitário americano e movimenta milhões apaixonados das principais universidades em busca dos próximos grandes astros a estourar na NBA. Quer saber um pouco mais sobre como funciona?

O March Madness é o torneio que define o campeão universitário nos Estados Unidos. São nada menos que 68 equipes, separadas em diversos locais disputando no esquema mata-mata. Eles são separados em quatro conferências: Sul, Oeste, Meio-Oeste e Leste. O vencedor de cada uma delas se classifica ao Final Four, no dia 31 de março. A grande decisão, o National Championship, acontece no dia 02 de abril, em Nova Orleans.

Quer conhecer algumas estrelas que brilharam e apareceram no March Madness?

  • Carmelo Anthony – Grande responsável pelo título de 2003, primeiro da história de Syracuse. A equipe chegou como cabeça de chave número 3 e o atleta teve incrível média de 22.2 pontos por partida (maior número de um novato que chegou ao título).
  • Dwyane Wade – No mesmo ano de 2003, o futuro Hall of Fame e campeão da NBA acabou levando a pior e parou na semi-final (Final Four). 22 pontos, 6.6 rebotes e 6 assistências certamente ajudaram a colocar Marquette no mapa.
  • Stephen Curry – Top 2 entre os melhores jogadores do momento, o craque do Golden State Warriors chamou a atenção para o seu jogo em 2008. O curioso é que ele não havia conseguido chamar a atenção das principais universidades e foi parar em Davidson, nada tradicional. O estrago nos adversários foi tão grande que Curry fez com o que seu hoje rival, LeBron James, fosse vê-lo jogar na primeira fila durante as oitavas de final (Sweet 16). Ah, foram 33 pontos naquela noite.

E você, algum favorito na sua torcida para levantar o caneco nos próximos dias?

 

Deixe um Comentário